terça-feira, dezembro 30, 2014

Cidades de Papel (Resenha) ♥

 Olá Leitores!

  Cidades de Papel é um livro do John Green que é narrado pelo personagem Quentin (Q).
  Sinopse: Quentin Jacobsen tem uma paixão platônica pela magnífica vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman. 

Até que em um cinco de maio que poderia ter sido outro dia qualquer, ela invade sua vida pela janela de seu quarto, com a cara pintada e vestida de ninja, convocando-o a fazer parte de um engenhoso plano de vingança. E ele, é claro, aceita.

Assim que a noite de aventuras acaba e um novo dia se inicia, Q vai para a escola e então descobre que o paradeiro da sempre enigmática Margo é agora um mistério. No entanto, ele logo encontra pistas e começa a segui-las. Impelido em direção a um caminho tortuoso, quanto mais Q se aproxima de Margo, mais se distancia da imagem da garota que ele achava que conhecia.


  A história se passa em Orlando, na Flórida, com alunos do último ano do ensino médio que estão prestes a se formar. Quentin conhece há muito tempo a garota mais popular do colégio, Margo Roth Spiegelman (por qual ele é apaixonado), que é também sua vizinha. Todos pensam que conhecem a garota, inclusive ele, que passa uma noite de aventuras com ela depois de tanto tempo sendo ignorado. 
  No outro dia, porém, Margo desaparece. 
 Algumas pistas foram deixadas para trás... Será que Margo quer que Quentin a encontre? O quanto todos sabem sobre ela? Onde ela está? Está viva? Por que ela fugiu? Gostava dele?
  Não é a primeira vez que ela foge então seus pais e alguns amigos não ficam muito preocupados, mas Quentin não tem tanta certeza de que ela irá voltar.
  A maior parte do livro é baseada em "Q"e alguns outros personagens procurando por Margo. O livro é muito bom porque você consegue viver tudo que está acontecendo e Margo é uma personagem extremamente extraordinária. Muitas pessoas acham que ela é chata e irritante, mas eu a vejo como uma personagem que saiu de tudo que a sociedade impôs sobre ela, quem ela deve ser ou o que fazer.

“Green, numa abordagem adorável, apresenta um menino inteligente e sua maneira de amar. Cidades de papel tem diálogos reais — e muito engraçados —; um mistério intricado, porém crível, e personagens secundários encantadores.” Kirkus Reviews


 O livro é incrível e toda a mistura de aventura, suspense e romance é contagiante. Inicialmente o final do livro me decepcionou muito, mas depois eu consegui entender o que o John Green quis nos passar através do final desse livro e admiro muito tudo que os personagens do livro nos passam através de suas escolhas.
  Recomendo e estou ansiosa pelo filme!

“A prosa de Green é impressionante — de gírias e palavrões hilários e intelectuais a filosofias complexas e observações verdadeiras e devastadoras.” School Library Journal


                                      ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ 
                
                                                     Lari ♥

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obaaaa! Muito obrigada por comentar! Siga o blog e volte sempre!! ♥