sexta-feira, março 11, 2016

A Lista Negra (Resenha) ♥

  Olá Leitores!

  Título: A Lista Negra

  Título Original: Hate List

  Autor(a): Jennifer Brown

  Editora: Gutenberg

  N° de páginas: 272

  Sinopse: E se você desejasse a morte de uma pessoa e isso acontecesse? E se o assassino fosse alguém que você ama?


O namorado de Valerie Leftman, Nick Nevil, abriu fogo contra vários alunos na cantina da escola em que estudavam. Atingida ao tentar detê-lo, Valerie também acaba salvando a vida de uma colega que a maltratava, mas é responsabilizada pela tragédia por causa da lista que ajudou a criar. A lista de pessoas e das coisas que ela e Nick odiavam. A lista que ele usou para escolher seus alvos.

Agora, depois de passar o verão reclusa, se recuperando do ferimento e do trauma, Val é forçada a enfrentar uma dura realidade ao voltar para a escola para terminar o Ensino Médio. Assombrada pela lembrança do namorado, que ainda ama, passando por problemas de relacionamento com a família, os ex-amigos e a garota a quem salvou, Val deve enfrentar seus fantasmas e encontrar seu papel nessa história em que todos são, ao mesmo tempo, responsáveis e vítimas.

A Lista Negra, de Jennifer Brown, é um romance instigante; leitura obrigatória, profunda e comovente.

  Eu queria ler A Lista Negra há muito tempo, mas ainda não havia conseguido. Foi quando ocorreu o estopim: o professor de Literatura disse que leríamos o livro. Pedi para minha mãe comprar rapidamente e devorei a história em dois dias.

  Valerie é uma garota que não se encaixa no grupo dos populares e por isso sempre foi excluída. A Irmã da Morte. Tudo muda, entretanto, quando Nick Nevil chega na escola.

" Suas roupas eram amarrotadas, grandes demais e fora de moda. Ele era magro, encanado, e tinha um ar de 'não estou nem aí', que as pessoas tendiam a levar para o lado pessoal. Fiquei caída por ele na hora. "

  Nick e Val acabam se tornando namorados e encontrando um no outro a fuga para os problemas que os cercavam. Juntos eles também construíam A Lista Negra. Todas as pessoas/coisas que eles odiavam entravam para a lista.


  Val nunca imaginou que Nick se importava tanto com essa lista, até que um dia na escola ele começa a matar as pessoas que estavam nela. Quando ela tenta impedi-lo, acaba levando um tiro na perna e Nick suicida.

  Nada disso é spoiler. Acompanhamos desde o início Valerie tendo que voltar para a escola e enfrentar as consequências de tudo que aconteceu. Simultaneamente, o passado também é retratado.

  A Lista Negra é um livro incrível. Não há palavras para descrever todas as emoções que vivenciamos durante a leitura. É um livro que mostra as dimensões do bullying e como este pode afetar profundamente a vida de alguém.

   Os sentimentos e as preocupações da protagonista nos invadem. Ela é uma assassina? Uma heroína? Uma vítima?

" Eu tinha mudado a mamãe. Mudado seu papel de mãe. Seu propósito não era mais tão fácil e claro como tinha sido no dia em que nasci. Seu papel não era mais me proteger do resto do mundo. Agora, seu papel era proteger o resto do mundo de mim. E isso era injusto demais. " 

  O livro se trata também de vermos as pessoas não como melhores ou piores do que nós, mas diferentes. Ele mostra que não conhecemos as pessoas realmente e não podemos simplesmente encaixá-las em uma categoria, seja ela boa ou ruim.

  Cheguei a soluçar com esse livro! A história de Nick e Val é linda e, mesmo diante de terríveis circunstâncias, me apaixonei pelos personagens. Com uma linguagem simples, a autora cria capítulos viciantes e comoventes.

  A personagem secundária que mais me chamou atenção foi Bea. A artista deu um toque especial ao livro mesmo só aparecendo em dois momentos.

  

  Todas as pessoas deveriam ler esse livro, que se tornou um dos meus favoritos. As escolas deveriam passá-lo como leitura obrigatória para os alunos do Ensino Médio que, muitas vezes, praticam o bullying sem ter noção do quanto isso é sério.

♥ ♥ ♥ ♥ ♥ 

Lari 




3 comentários:

  1. Olá Larissa, tudo bem? Amei o seu espaço, amei o nome, pois amo cappuccino, rs! eu li esse livro há um mês, e confesso que fiquei chocada e emocionada. E nesse mês de Setembro Amarelo, acho importante estarmos trazendo esse tipo de leitura com um tema tão tabu e números exorbitantes. Parabéns pela sua resenha, adorei seu blog e estou seguindo já!

    Beijoooo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cecy! Muito obrigada!! Realmente é muito importante não ignorarmos algo que temos visto acontecer todos os dias. Esses temas precisam ser discutidos!
      Muito obrigada mesmo! Fico super feliz em saber que gostou do blog! Volte sempre ♥

      Beijooos!

      Excluir

Obaaaa! Muito obrigada por comentar! Siga o blog e volte sempre!! ♥