terça-feira, dezembro 29, 2015

A Rainha Vermelha (Resenha) ♥

  Olá Leitores!
  É só abrir qualquer blog literário que vemos alguma coisa relacionada ao livro A Rainha Vermelha, da Victoria Aveyard. O livro, que será uma trilogia, está fazendo muito sucesso e conquistando milhares de fãs!


Sinopse: O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses.

Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso… Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho?

Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe - e Mare contra seu próprio coração.


  A história é uma distopia, na qual a sociedade é dividida entre os vermelhos e os prateados. Os vermelhos são pessoas "normais", assim como nós, que sangram vermelho. E os prateados possuem sangue prateado e são privilegiados com poderes. Logo, os vermelhos são escravizados por essa outra "classe" que pode facilmente dominá-los.
  Mare, entretanto, é vermelha e num momento de desespero descobre que tem um poder. Entretanto, isso não é possível e a partir daí a história sofre inúmeras reviravoltas.

  Vamos começar pela capa. Que capa maravilhosa é essa, gente?! Amei a capa! Simplesmente A-M-E-I. Continuando... é possível perceber que a autora se inspirou em vários lugares, como X-men, A Seleção, Jogos Vorazes, Divergente, Reign (Sim, a série), entre outros. Isso é meio estranho, confesso. Não estou implicando e dizendo que foi ruim, foi algo muito inteligente, porque misturando tudo a autora criou um universo completamente diferente, mas eu ficava lembrando dessas outras obras durante a leitura.
  A história, porém, é extremamente envolvente e você não quer largar um livro por nem um segundo! Ok, isso está acontecendo muito ultimamente, mas isso é porque ando lendo bons livros! Haha
  Mare, a protagonista, narra o livro em primeira pessoa.
  Li o livro em um dia apenas e gostei muito de como a autora desenvolveu suas ideias, colocando ação em cada capítulo! A cada momento que você pensa: "Preciso fazer alguma coisa agora", o livro te diz: " Não! Está acontecendo uma luta/fuga/plano/momento decisivo!".
  E o final me deixou boquiaberta! Acho que nunca vi uma reviravolta tão inesperada num livro! Eu já estava nas últimas páginas quando tudo começou a mudar e eu fiquei tipo: OMG! Como assim?! Preciso ler o próximo!
  O triângulo amoroso também é diferente porque pela primeira vez nas minhas experiências literárias, eu não quero que a personagem escolha ninguém! Quero que ela fique sozinha e sambe na cara desse povo! Ok, essa resenha está meio estranha.
  O livro é muito bom e super recomendo, mas não dou 5 estrelas. Dou 4 porque, embora eu tenha gostado muito, as inspirações da autora ficaram muito explícitas e ela me deixou confusa em relação a alguns personagens. Eu não conseguia decidir se gostava ou não dos personagens... em um momento ela coloca alguém de uma maneira boa e você começa a gostar dessa pessoa, aí depois ela coloca essa pessoa fazendo algo terrível e vai repetindo esse ciclo, sabe? Só lendo para entender...
  Ainda assim, foi uma leitura incrível e eu super recomendo!

♥ ♥ ♥ ♥

Lari 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obaaaa! Muito obrigada por comentar! Siga o blog e volte sempre!! ♥