quinta-feira, dezembro 04, 2014

A menina que roubava livros ♥ (Resenha)

 Olá Leitores!

 Ao perceber que a pequena Liesel Meminger, uma ladra de livros, lhe escapa, a Morte afeiçoa-se à menina e rastreia suas pegadas de 1939 a 1943. A mãe comunista, perseguida pelo nazismo, envia Liesel e o irmão para o subúrbio pobre de uma cidade alemã, onde um casal se dispõe a adotá-los por dinheiro. O garoto morre no trajeto e é enterrado por um coveiro que deixa cair um livro na neve. É o primeiro de uma série que a menina vai furtar ao longo dos anos. O único vínculo com a família é esta obra, que ela ainda não sabe ler. Assombrada por pesadelos, ela compensa o medo e a solidão das noites com a conivência do pai adotivo, um pintor de parede que lhe dá lições de leitura. Alfabetizada sob vistas grossas da madrasta, Liesel canaliza urgências para a literatura. Em tempos de livros incendiados, ela os furta, ou os lê na biblioteca do prefeito da cidade. A vida ao redor é criada em torno do culto a Hitler na Segunda Guerra. Ela assiste à eufórica celebração do aniversário do Führer pela vizinhança. Teme a dona da loja da esquina, colaboradora do Terceiro Reich. Faz amizade com um garoto obrigado a integrar a Juventude Hitlerista. E ajuda o pai a esconder no porão um judeu que escreve livros artesanais para contar a sua parte naquela História.



 Quando escutei falar desse livro me apaixonei pelo nome. A ideia da história girar em torno de livros já me encantou, mas minha expectativa foi diminuindo à medida que eu ouvia os comentários sobre o livro. Além disso não gostei muito do filme, que vi no cinema.

1. Não avalie pelo filme.

 O filme retirou todas as partes felizes do livro e, basicamente, o transformou num drama tedioso. Além disso... apenas um livro é roubado, o que é muito estranho se o livro baseava-se nos inúmeros furtos da menina apaixonada por livros que não podia ter.

2. Não seja influenciado pelos comentários ruins.

 Quando comecei a ler o livro, tantas pessoas já haviam o criticado que queria logo terminá-lo ou abandoná-lo na estante. No começo não estava gostando muito e houveram momentos em que eu realmente queria abandonar a leitura, mas prossegui. E não me arrependi.

3. Vale a pena ler, se é isso que você precisava ouvir.

 Liesel me ensinou muito e o livro é encantador. O livro me fez entender muito sobre a Segunda Guerra Mundial e me fez entrar na história, viver as ansiedades dos personagens, chorar e me alegrar com eles... 

Leia e aproveite esse tempinho nublado e chuvoso! (Pelo menos aqui em BH, está perfeito!) Esteja preparado para derramar MUITAS lágrimas no final!


         ✯ ✯ ✯ ✯ 
     
                   Lari ♥

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obaaaa! Muito obrigada por comentar! Siga o blog e volte sempre!! ♥